quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Agosto

Em Agosto troquei os pequenos almoços pelos almoços, porque as manhãs foram passadas a dormir. Em Agosto fui a dois baptizados e a um casamento - e fiquei completamente apaixonada por aquele dia.
Agosto é o mês da família e das pessoas que só vemos uma vez por ano! Passei muito tempo com aqueles que gosto tanto e estão tão longe de mim.
Foi o meu primeiro ano em que passei este mês a trabalhar (e não foi pouco! aqueles emigrantes nunca viram roupa!!!). Foi o meu primeiro ano que fiquei em casa quando os meus pais foram passear, dizem que se chama crescer.
Em Agosto em fui muitas vezes à praia. Em Agosto fui ao concerto dos miúdos que tenho muito orgulho, e estive lá nas primeiras filas a vibrar com eles!
Dancei muito! Fui à minha primeira festa da espuma e adorei!
Foi neste mês que o meu blog festejou dois aninhos !!! E tenho tanto orgulho naquilo que este blog é para mim :)
Acabei o mês com o jantar de despedida de uma das colegas do trabalho e com a agenda cheia de despedidas de pessoas que me ajudaram tanto lá!

Não queria que o mês acabasse, mas Setembro irá trazer recomeços (que são sempre necessários).

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

sobre a vida

Eu sou das pessoas que acreditam que beijos na testa, abraços sentidos, mensagens inesperadas conseguem curar. E também acredito em gestos sinceros, e no amor. 
Eu sou daquelas (poucas) pessoas que acredita nas voltas que a vida dá, e que tudo vai dar certo.


quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Musica

Qual foi o concerto da vossa vida? 



domingo, 21 de agosto de 2016


E agora, estás onde és feliz? 


quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Quais são os vossos sítios predilectos do nosso país? 

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Há dias em que nos sentimos princesinhas! :) 

domingo, 14 de agosto de 2016

2 anos de Com amor, Cat

Uma cidade onde gostavas de morar?
r: gosto muito da minha cidade (Braga). Se tivesse de escolher outra seria o Porto, ou Coimbra.  

porque criaste o blog?
r: criei o blog porque sempre escrevi. quando era mais nova costumava ter um documento do word no computador e fazia dele o meu blog. escrevia o meu dia, dava a minha opinião sobre as coisas, vá tudo o que se pode fazer num blog. Um dia decidi tentar, e publicar. E deu nisto! Não podia estar mais feliz :) 

o que levaste para taizé?
r: quando fui a Taizé ia muito perdida. Eu nunca tinha ouvido falar daquilo. Surgiu a ideia e contaram-me (muito por alto) o que lá se passava. Lembro-me de sair da camioneta e pensar "Onde é que eu me vim meter?" "como é que eu vou passar aqui uma semana?" E odiei aquilo os dois primeiros dias. A adaptação é muito complicada. Todas aquelas rotinas! Mas depois os dias foram passando, e as coisas começaram a compor-se. 
Levei muitas dúvidas, sobre tudo em geral - a minha vida, as minhas escolhas.

e o que trouxeste? (de Taizé) 
r: trouxe paz. Juro que não estou a dizer isto para parecer bonito. Aquilo é paz. Eu nunca senti nada como aquilo. eu cheguei cá e as pessoas diziam-me que eu estava diferente, aluada, eu estava tranquila. Percebi que tudo têm uma razão. Trouxe momentos. Abraços, palavras - que me lembro delas nos momentos mais difíceis.

viagem de sonho?
r: sou sincera. não tenho viagem de sonho. adoro viajar para todo o lado. Tudo o que for diferente é bom. 

 De que maneira é que o blogue te mudou enquanto pessoa? 
r: mudou muito a maneira de ver as coisas. cresci a ler certos comentários, e cresci também quando me diziam "força vai correr bem" ou "estás no caminho certo!" 
Mas também mudou a minha vida quando percebi que certas pessoas o liam. Percebi que afinal eu ainda sou alguma coisa na vida dessas pessoas. 

Qual é a coisa de que mais tens medo?
r: do futuro, daquilo que ele me reserva.

Os teus amigos chamam-te de Cat?
r: chamam sim.

Se pudesses ter um poder qual seria?
r: ou viajar no tempo ( o que teria as suas desvantagens ahah) ou ler pensamentos (ahah)


Tens um livro favorito? Se sim, qual é?
r: já fui mais de ler. mas agora recomendo, mesmo, o da Carolina Deslandes "Isto não é um livro".

O que é que mais fazes nos teus tempos livres? 
r: passear, fotografar, ver concertos (que é uma coisa que adoro), estar com amigos, o normal.


sigam-me no facebook

2 anos de Com amor, Cat

As publicações


  • mais vistas por vocês:


  1. um viva às férias
  2. se queres amigos para a vida, arranja vida para os amigos
  3. o tempo cura
  4. trabalho
  5. sobre mim


  • as minhas favoritas
  1. o que aconteceu entre vocês
  2. 8 coisas que aprendi por tomar decisões diferentes
  3. hoje é dia de dizer obrigada
  4. sweet 18
  5. segue o teu caminho que eu vou em busca do meu


2 anos de Com amor, Cat

Antes de mais nada, obrigada! 
Obrigada do fundo de coração a todas aquelas pessoas que perdem um bocadinho do seu tempo a ler-me. 
Obrigada a todos aqueles amigos que vem ao blog regularmente, só para saber como é que eu ando. Obrigada por todo o apoio que já me deram aqui, por tudo o que me ensinaram. Pelos conselhos, pelo carinho, pela amizade! 

Quando entrei neste mundo não imagina que ia ganhar tanto. É tão gratificante ler certos comentários, ver certos números! Vou estar eternamente grata a todos aqueles que vão acompanhando o meu percurso pela blogosfera. 

Já são dois anos a escrever como um pequeno diário. Onde eu vos conto aquilo que acho que merece ser partilhado. Onde partilho as minhas vitórias, os meus sonhos, os meus medos e as minhas perdas. É aqui que eu sou eu própria, sem rodeios. Tudo aquilo que eu escrevo é mesmo aquilo que a Catarina é na realidade. Eu sou assim. Às vezes a vida prega-me partidas e lá vão ter de ler um texto menos feliz, mas também há dias em que tudo corre bem e só vos quero transmitir a felicidade presente em mim! E essa felicidade que eu vos quero transmitir hoje. Não imaginam o quão gosto disto! 

Obrigada por me fazerem sentir em casa, leitores! 


sábado, 13 de agosto de 2016

blogosfera

Com a chegada do 2º aniversario do blog, deixo-vos um desafio: perguntem tudo o que querem saber!!
Deixem as perguntas nos comentários! 

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

 Sempre soube, mas acho que com o tempo a vida vai-nos dando cada vez mais provas que é verdade. Ninguém vai ficar connosco para sempre. A pessoa que hoje diz que gosta muito de ti, amanhã vai passar por ti e já não vai saber  quem tu és.
Mas também vais conhecer pessoas novas todos os dias, e todos os dias te vais fascinar pelas coisas incríveis que o ser humano consegue fazer.
A vida dá nos chapadas de luva branca de vez em quando. Tira-nos o chão. E nós somos obrigados a aceitar.
Cabe-nos a nós tentar manter aqueles que mais queremos ao nosso lado. Cabe-nos a nós marcar aquele café que já devia ter sido marcado à muito tempo para que não caia no esquecimento. Somos nós que temos de ligar e perguntar se está tudo bem e se é preciso alguma coisa. E se não o fizermos a vida vai encarregar-se de levar essas pessoas para longe de nós.
A pergunta é: Por quem vale a pena lutar contra a correria da vida?




na tua vida só os que realmente se importam contigo. 

sábado, 6 de agosto de 2016

Quotidiano


Ontem foi dia de baptizado. 

terça-feira, 2 de agosto de 2016

música

vejam por favor e deixem a vossa opinião!