quarta-feira, 30 de maio de 2018

Desafio | 1+3

Há iniciativas que transformam a blogosfera num lugar melhor por inúmeras razões. Mais difícil é criar iniciativas que mexam connosco, que nos ponham a pensar e que acima de tudo, nos desafiem. Esta iniciativa pensada e criada pela Carolina é tudo aquilo que a blogosfera estava a precisar neste momento.
Numa época em que não sabemos estar sozinhos, em que parece que todos temos medo de ter um tempo só para nós, numa época em que não nos conhecemos a nós próprios e não gostamos daquilo que somos porque não preenchemos os parâmetros estabelecidos pela sociedade, a Carolina lança-nos o desafio de escrever com o coração: escrever sobre nós, sobre aquilo que sentimos e sobre o nosso amor-próprio (que muitas vezes não existe). 

 

Este projeto tem como objetivo criar " uma corrente de positivismo e boas energias, mesmo quando estivermos a retratar temas menos alegres. " 
Eu aceitei o desafio da Carolina e decidi participar, mesmo que não publique todos os textos, mesmo que haja assuntos mais sensíveis que outros. Eu decidi participar para me obrigar a mim mesma a passar mais tempo comigo, para me conhecer melhor e para saber as minhas fragilidades e os meus pontos fortes.
E tu, aceitas o desafio? 

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Música | Diogo Piçarra

Parem tudo o que estão a fazer, ponham pausa em qualquer música que possa estar presente na vossa vida e oiçam: Paraíso - Diogo Piçarra.
Esta música está simplesmente fantástica. O tom da voz dele, a delicadeza, a letra, o conjunto de todas as coisas! Esta um excelente trabalho!

"Porque nada é impossível
Quando é ainda é possível acreditar, hey"

já agora, aproveitem para ouvir as outras duas músicas que este senhor lançou e derretam-se com elas.
Após isso já podem voltar ao que estavam a fazer! Deixem-me as vossas opiniões sobre as músicas.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Vida Universitária

Para mim Maio divide-se em duas partes - a da boa vida, e a do estudo intensivo. E a primeira parte acabou hoje.
As serenatas, o enterro da gata e o cortejo descrevem na perfeição aquilo que maio é para mim - o mês dos estudantes. E por ser o mês dos estudantes, em maio quis-me libertar um bocadinho do trabalho e estar mais presente na minha vida académica (que está a mais de meio!). 
Vivi as serenatas - depois de 8h de trabalho - com um sorriso no rosto e a satisfação de poder estar ali. Fui praxada trajada e cantei o hino de curso com  a mesma convicção que o cantei no meu cortejo. Saí e dancei com os sapatos do traje - que afinal não magoam assim tanto!
Fui ao enterro, pertenci à comissão de festas e representei a barraca do meu curso. Fui ao cortejo, dormi tarde e a más horas. Bebi, tirei muitas fotos e recebi abraços tão sentidos! 
Termino o enterro da gata com uma felicidade gigante: por ter acabado por ser tão cansativo, e por o ter vivido ao máximo sem ter de pensar que existe um trabalho.
Dancei muito, bebi muito e essencialmente aproveitei muito os meus momentos com as minhas pessoas.  










Agora começa a parte chata do mês em que se volta ao estudo, e ao trabalho. A todos os estudantes: boa sorte, estamos juntos. 

quinta-feira, 10 de maio de 2018

o mundo não parou

estou numa fase em que não me sinto bem em lado nenhum. não sinto que pertenço a nenhum dos sítios onde estou inserida e todos os dias é um sacrifício ter de me levantar da cama para ir trabalhar ou para ir para a universidade.
não sei o que estou a fazer na universidade e sei (muito) menos o que estou  a fazer naquele trabalho.
é uma merda quando as tuas coisas dependem de pessoas alheias a ti. 
não quero trazer más energias nem maus pensamentos para aqui por isso é que não escrevo.

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Maio é o mês dos estudantes!

 Por favor, sê um bom mês para mim, Maio!