segunda-feira, 18 de junho de 2018

1+3 | Uma peça de roupa


O primeiro tema deste desafio pôs-me logo a pensar. Não vos vou falar sobre uma peça de roupa mas sobre um estilo de vestir. Andamos sempre tão preocupadas em seguir os padrões da moda. Só porque toda a gente usa, nós também temos de usar? Não.
Nós, raparigas, especialmente, sacrificamo-nos a usar peças que não nos deixam confortáveis só porque é moda e temos de as vestir. Eu não vejo problema nenhum em não seguir os padrões definidos pela sociedade. Se eu não gosto, se não me fica bem e se não me deixa confortável, eu não vou usar.
Assim como quando eu uso uma peça mais diferente e toda a gente fica a olhar para mim porque não estão habituados.
Nós não somos todos iguais, não nos vestimos todos de igual porque felizmente os nossos gostos são variados.
Qual é o problema de andar de fato de treino? Ou qual é o problema de andar sempre de vestido e não gostar de calças de ganga? Não tenho jeito de andar de saltos, e então? Sou menos mulher por isso?
Ainda vivemos numa sociedade em que uma coleção sai e todas as lojas têm essa roupa, e quem não gosta só tem duas opções: ou não compra porque não há mais opções ou compra porque “é o que se usa este ano”.
Um conselho: desde que te sintas bem com o que vistes e com o teu corpo, não tens de seguir os padrões estabelecidos para uma sociedade. Veste aquilo que grita por ti, aquela peça que olhas e dizes “isto sou tão eu!”. Não te sintas desconfortável com as tuas escolhas. Sê aquilo que queres ser e veste-te como tal.







2 comentários:

  1. Cada pessoa tem que usar aquilo que a deixa mais confortável, independentemente de estar nas tendências ou não. Pessoalmente, nunca me preocupei com isso, porque não me faz sentido. Não tenho que sacrificar o meu gosto, nem o meu conforto por causa dos outros.

    Boa perspetiva, sem dúvida!

    ResponderEliminar
  2. Há sempre pessoas que vão olhar de lado, quer usemos algo visto como anormal, quer não gostem. Sempre defendi que o importante é sentirmos-nos bem no que vestimos, não ligo a modas, ligo ao que gosto e ao que faz sentir confortável e bonita.
    Como tu disseste, devemos vestir aquilo que grita por nós :)

    ResponderEliminar